ACIGABC

Cidades do grande abc

DIADEMA


07.10.2014



Com a área territorial de 30km², o município é considerado o sétimo menor em extensão territorial. Localizado na região metropolitana de São Paulo. O município faz limite com as cidades de: São Paulo e São Bernardo do Campo. A distância aproximada da capital é de 17km².

Segundo uma pesquisa realizada pelo IBGE em 2013, os dados estimados sobre o município eram de:
• População Estimada: 406.718 habitantes
• Densidade Demográfica: 13 206,85 hab./km²

O município foi distrito de São Bernardo do Campo até o final da década de 1950. Hoje sua principal fonte de renda é o setor de prestação de serviços, tendo a indústria e o comércio como importantes atividades econômicas.

Atualmente, o prefeito do município é Lauro Michels Sobrinho. Michels tomou posse em 1° de Janeiro de 2013 e administrará a cidade até o
final do ano de 2016.


Diadema

5% das fontes entrevistas para a pesquisa afirmam que Diadema tem se apresentado como a “menina dos olhos”. A cidade tem recebido grandes empreendimentos, aumentado seu valor de metro quadrado e demonstrado ter um grande potencial, não apenas para o mercado imobiliário, mas para todo o desenvolvimento regional.
 Os investimentos em habitação populacional para parte da população carente, melhoria nos córregos e sistemas de esgotos e água encanada, bem como as vias que foram alargadas, são exemplos do bom andamento municipal. Diversas melhorias foram vistas pelos moradores e investidores e elas são documentadas no Portal da Transparência da cidade, estando disponíveis para qualquer pessoa que queira saber como anda o município. Tudo o que está sendo implantado em Diadema a torna uma das cidades progresso do ABCDMRR.

Uma fonte afirma que “Diadema é a nova menina dos olhos dos investidores”, tanto por sua extensão territorial, quanto pela grande população e pelo déficit habitacional. Outro entrevistado afirma que a saturação dos terrenos livres em São Paulo, ou seja, aqueles em que não é necessário derrubar uma casa ou um prédio para uma nova construção, deu maior visibilidade para diversos municípios do Grande ABC. Com a grande ocupação que tiveram São Bernardo do Campo, Santo André e São Caetano do Sul, começou-se a especular as possibilidades em outras cidades e é aí que entra Diadema – juntamente com Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

A cidade
Diadema, que surgiu em 1977 e tem cerca de 407 mil habitantes e pouco mais de 30km², demorou muitos anos para se tornar atrativa aos moradores, não apenas às industrias. Mas tudo isto também se deve à demorada chegada das incorporadoras e construtoras à região. “As construtoras não vinham. Investiam mais em São Bernardo e em Santo André e agora elas estão investindo em Diadema”, explica uma fonte que atua com venda e locação de imóveis, principalmente de residenciais. Ela ressalta ainda que a região é muito rica no que diz respeito a administração de condomínios. Lembra, ainda, que a quantidade de indústrias de Diadema garante qualidade de vida aos trabalhadores, em poderem trabalhar e morar em locais próximos.

Hoje a cidade é tida como uma extensão do nobre bairro paulista: Brooklin – além do fácil acesso à toda região sul, como já citado. Outra fonte ressalta que Diadema está passando por várias transformações, mas que a maior falha estrutural é o fato dela ainda não ter planos para receber uma estação de Metrô, haja visto que linha 18 – Bronze passará apenas por São Caetano, Santo André e São Bernardo do Campo. “Diadema, que não vai ser beneficiada pelo Metrô, tem a grande facilidade de acesso para chegar em São Paulo pela avenida Cupecê” – que é uma das principais vias para acesso a Zona Sul da capital paulista, incluindo as estações Conceição e Jabaquara, da linha 1 – Azul, do Metrô. É notável, os empreendimentos lançados mostram a absorção do mercado de Diadema para os preços e seus patamares, eles estão bem abaixo de São Paulo e isso mostra a dinâmica do mercado de Diadema.

Durante a pesquisa foi lembrado que, muito antes de se falar em ABCDMRR (sigla que inclui as sete cidades da região: Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra), já se era falado em ABCD, pois Diadema avançava no mercado.

Desenvolvimento a todo vapor

Apenas no primeiro semestre deste ano, segundo o Portal da Transparência da cidade, Diadema contou com a canalização do Córrego dos Monteiros, que fica na região da Avenida Dom Pedro I – importante via do ABCDMRR -, altura da rua Guarani; recapeamento asfáltico da avenida Conceição e rua da Serra da Mantiqueira, além da recuperação asfáltica, por meio de recapeamento de diversas ruas dos bairros Vila Nogueira e Casa Grande. Este tipo de obras é o que torna a região, cada vez mais, apta a receber  moradias e aumentar sua área habitável. No relatório do segundo semestre de 2014 já contam a canalização do Córrego dos Couros, na Avenida Pirâmide – que fica entra a Avenida dos Navegantes e Rodovia dos Imigrantes; além de pavimentação e obras complementares na mesma avenida. O Córrego Canhema, entre as avenidas das Ameixeiras e Samuel Aizemberg – Canhema, também passou por canalização. A rua Carati, Avenida Sete de Setembro, General Rondon também passaram por recapeamento. A cidade ainda contou com a construção, melhoria ou termino das obras de unidades de saúde, unidades habitacionais para população de baixa renda, Centro Comunitário, urbanização de vias próximas a essas unidades habitacionais, construção, melhorias e término de creches, etc.

O resumo de Diadema é: mais assistência à população, mais urbanização e mais mobilidade urbana. Cidade com grande potencial para agregar ao ABCDMRR mais do que um bom número em PIB – ficou em terceiro lugar em 2012 -, mas ser a próxima cidade progresso da Grande São Paulo.

LINKS ÚTEIS:

Site Oficial da Prefeitura:  www.diadema.sp.gov.br/
Portal da Transparência: www.aplicsc.diadema.sp.gov.br/NovoPortalTransparencia/menu_npt/
Portal de Serviços Online: www.aplicsc.diadema.sp.gov.br/portalservicos/index.php

Créditos:
Foto: Mauro Pedroso
Foto aérea: Celso Lima


Última atualização: 17/11/2014

NEWSLETTER

Receba informações sobre os eventos e iniciativas da ACIGABC em seu e-mail. Cadastre-se abaixo.